segunda-feira, fevereiro 02, 2009

Devaneios III - Exercícios de escrita

Desilusão!!!
É a única palavra que encontro para definir o meu estado de espírito...
Desilusão por ver toda a minha entrega; todo o meu amor; todo o meu sentimento a ser desperdiçado...
A ir por uma sarjeta abaixo, tal como a água da chuva após um súbito aguaceiro!
Tanta força, tanta corrente em direcção a um fim inútil...
Um gastar de corpo, de alma e coração numa luta perdida à nascença,
Mas que me mantêm na ilusão de um dia poder ser ganha..
Mas que tolo eu sou!!
Cada dia que passa, mais o outro lado me levanta barreiras, muralhas e incertezas contra mim
Em que eu embato inutilmente, desgastando-me, sofrendo nos silêncios escuros que habitam a minha alma.

3 comentários:

Maldonado disse...

A vida é mesmo assim... nem sempre podemos ter o que mais desejamos... :|
Espero que te recomponhas e partas para a tua nova aventura com a mente purificada de sentimentos negativos. ;)

arco-íris negro disse...

Acho que a desilusão que vivemos num determinado momento, ajuda-nos a preservar dos momentos futuros uma ilusão sob a qual viviamos...

Acho que tens uma forma bastante terra a terra de escrita neste post, não tão metafórica como nos exercicios de escrita...

Somos soldados, levanta-te e luta mesmo que saibas que a glória que vais receber é pouca, ou nenhuma...

Força migo...tou aqui*
Semper Fi ;o)

Brown Eyes disse...

Infelizmente são constantes da vida e o que não nos mata, ajuda a fortalecer-nos.

Muita força.

BE