quinta-feira, março 29, 2007

"Daniel Faria"

Vou-lhes falar sobre um poeta Português, que infelizmente já não se encontra entre nós, Daniel Faria.
Daniel Faria, nascido em Baltar, freguesia de Paredes, a 10 de Abril de 1971.
Estudou Teologia na Universida Católica Portuguesa no Porto e licenciou-se em Estudos Portugueses na faculdade de Letras da Universidade do Porto. Durante esse periodo, ganha o gosto pela poesia e expressão poética, é também durante esse periodo que a opção de seguir a vida monástica ganhava força. Esteve ligado à paróquia de Santa Marinha de Fornos, Marco de Canaveses, onde demonstrou os seus dotes e sensibilidade artística com as encenções de: "As Artimanhas de Scapan" e o "Auto da Barca do Inferno", mesmo com os parcos recursos que tinha para encenar as mesmas.
Infelizmente faleceu a 9 de junho de 1999, com 28 anos.
Deixou uma obra lindíssima, com uma sensibilidade extrema e espiritual. Mais uma vez, neste país que prefere "Big Brothers" e "Códigos Da Vinci", a sua obra é pouco conhecida e divulgada.
Tem oito livros editados e uma compilação que reune seis desses oito livros.

1991 Uma Cidade com Muralha
1992 Oxálida
1993 A Casa dos Ceifeiros
1998 Explicação das Árvores e de Outros Animais
1998 Homens que são como Lugares mal Situados
1999 A vida e conversão de Frei Agostinho: entre a aprendizagem e o ensino da Cruz
2000 Dos Líquidos
2000 Legenda para uma casa habitada
2006 Poesia (2ª edição) Quasi

Deixo como sugestão a leitura da obra de Daniel Faria, verão que não se arrependerão e façam também a sua divulgação.
Tal como escreveu Fernando Pessoa quando Mário de Sá - Carneiro se suicidou: "Morrem jovens os que os Deuses amam, é um preceito da sabedoria antiga...E é na juventude, quando neles desabrocha a flor fatal e única, que começam a sua morte vivida." (Fernando Pessoa "In memoriam"), é uma pena estes génios desaparecerem tão cedo e só serem reconhecidos após a sua morte.
Boa noite
Abraço Pipas

1 comentário:

DragãoAzul disse...

Podes exaltar o sr. sem entrares em detrimento do Dan Brown ou do George Orwell... ;oP