quarta-feira, abril 09, 2008

Skins, perseguição ou justiça?


Boa noite amigos(as).
Hoje venho falar-vos de um acontecimento que começou ontem e que se deve de arrastar durante algum tempo. Falo do julgamento dos 36 indivíduos, pertencentes aos “Skinheads”.
Os “Skinheads” ou em português “Cabeças Rapadas”, são indivíduos que defendem as ideias políticas de extrema-direita, fascismo e nazismo, têm uma união muito forte, vestem-se de forma muito parecida e organizam-se em grupos quase (ou mesmo) para-militares.
Estes indivíduos, defendem juntamente com os seus ideais de extrema-direita, a pureza da raça, (ariana), são contra todas as outras raças, considerando-as inferiores, são igualmente contra os homossexuais e todos os que defendem ideias de esquerda. Defendem igualmente medidas e actos de violência contra todos estas pessoas atrás referidas.
O nosso país, que como todos nós sabemos viveu sob o fascismo mais de 40 anos e onde ainda há muita gente com nostalgia desse tempo, (ainda hoje se ouve gente a dizer “faz falta outro Salazar” ou “no tempo da “outra senhora” é que era bom!”), por isso é natural haver pessoas que infelizmente têm estas idealogias, apesar de quase todas elas nunca terem vivido sob o regime fascista ou se viveram, foi durante muito pouco tempo e quase nada se devem de lembrar.
Em relação ao tema propriamente dito, apoio incondicionalmente a justiça neste caso. Estes indivíduos, são pessoas perigosas, representam ideais perigosos, falsos e sem nexo nenhum. O nacionalismo e a extrema-direita, são “soluções fáceis para pessoas fáceis”, como é tão simples culpar os outros, neste caso os imigrantes por causa dos problemas sociais e económicos que o país atravessa, atravessou ou irá atravessar, em vez de tentar perceber as verdadeiras causas e combate-las.
Os arguidos neste caso, alguns deles já com cadastro e envolvimento em actos de violência racial, inclusivé um homicídio, devem de ser condenados.
Muitos vêm dizer que este julgamento é um acto político, que eles estão a ser perseguidos por causa das suas ideologias e falam na liberdade de expressão, (coisa que com estes indivíduos, caso estivessem no poder não iria existir).
Eu concordo que eles têm o direito às suas convicções políticas, tal como eu tenho as minhas, mas ao mesmo tempo em relação à forma com eles expressam essas ideologias, os actos practicados em nome da mesma e forma de associação com que eles se organizam, são condenáveis e nisso a constituição é muito clara, no 46º artigo, parágrafos 1 e 4

Liberdade de associação
1. Os cidadãos têm o direito de, livremente e sem dependência de qualquer autorização, constituir associações, desde que estas não se destinem a promover a violência e os respectivos fins não sejam contrários à lei penal.

4. Não são consentidas associações armadas nem de tipo militar, militarizadas ou paramilitares, nem organizações racistas ou que perfilhem a ideologia fascista.

Agora, depois de ver este artigo da constituição, saber o resultado das investigações da Polícia Judiciária, que descobriu propaganda de cariz fascista e racista em enormes contidades, os apelos à violência racista em concertos e convívios de “Skinheads”, entrevistas dadas pelo líder do movimento dos “HammerSkin Nation” em Portugal, movimento internacional de “Skinheads”, mais radical e violento, na televisão onde aparece com uma “shotgun” ilegal e a dizer que “todos os nacionalistas possuiam armas e que as deveriam usar para defender os seus ideais”, digam-me sinceramente se isto é perseguição política?
Penso que não, e penso também que todas as pessoas normais, independentemente de ideologias políticas, pensam o mesmo que eu.
Neste caso não se trata de fascistas contra comunistas ou vice-versa, trata-se de bom senso, cultura e inteligência, porque mesmo que estes indivíduos fossem de esquerda, também deveriam de ser condenados por estes actos. Esqueçam esses argumentos de perseguição política e concentrem-se na realidade, o incitamento ao ódio e à violência, essa sim a verdadeira razão pela qual devem de ser condenados.
Pipas


3 comentários:

Angiestrumpf disse...

Lamento contrariar-te, mas... não é de todo justa a prisão preventiva, há um ano, de Mário Machado.
1º - Ele não está a ser condenado por nenhum homicidio, pois esse é um processo à parte que já está resolvido. Mário Machado foi condenado a quatro anos e três meses de prisão no processo do homicídio de Alcindo Monteiro em 1995.
2º - Mário Machado está detido por, fazer parte do grupo Hammerskin português e por ter na sua posse armas ilegais.
3º - Mário Machado fala, sem hipócrisia, tudo aquilo que, cada vez mais, vários portugueses sentem em relação à criminalidade que se vive em Portugal.
4º - Mário Machado está a servir de bode espiatório porque não é politicamente correcto e porque diz as verdades.
5º - Mário Machado está preso preventivamente há um ano, por ser considerado perigoso... mas não está preso por ter matado, assaltado, ou agredido ninguém...
6º - Vários delinquentes, organizados em gangs, diariamente agridem, roubam, matam e violam e estão impunes, protegidos por uma lei obsoleta que os mantém em liberdade.

Por último, quero dizer que não sou anti homossexuais, nem sou anti raças ou religiões... mas que a prisão de Mário Machado é estranha... é mesmo. Pelo menos neste país, em que se libertam criminosos muito mais perigosos que ele.

Paracletus disse...

Eu não acredito na teoria da conspiração em torno da prisão de Mário Machado.
Espero que a Justiça comece a afirmar-se perante a crescente ameaça da extrema-direita...

arco-íris negro disse...

Bem, tocaste num assunto que me dá voltas ao estômago...Para não desatar em ofensas a quem ofende as ideias que defendo...vou deixar apenas uns tópicos. Espero que me compreendas mas é para não entrar em discussão sobre isto porque simplesmente já me cansei de o fazer...

a) a raça ariana é originaria da região da india...paquistão...será q sabem disso? De longe fica a tal ideia do louro olhos azuis alto e cheio de caparro...

b) esqueceste de mencionar que também são espartanos na visão de eliminação dos fracos, nomeadamente, pessoas com deficiência.

c) sobre esses da outra sra e do faz falta outro salazar...muitos deles não estavam cá aquando a repressão, ou nem eram nascidos ou então melhor...viviam com o cú enfiado na aldeia e ngm lhes tocava tal era a irrelevância...

e pra finalizar...concordo ctg...
qm n vê isso tudo como incitamento ao odio e à violencia é pq tá no mesmo lado deles...