segunda-feira, novembro 03, 2008

Fábrica Braço de Prata


Boas amigos(as), na passada sexta feira à noite, fui a um encontro de pessoas pertencentes a um fórum aqui na internet (www.bbde.org), que tal como eu adoram ler e livros.
O sítio escolhido para essa pequena tertúlia foi a Fábrica de Braço de Prata.
A Fábrica de Braço de Prata, inaugurada em 1908, foi até recentemente a maior fábrica de armamento e munições de Portugal.
Após o seu fecho toda sua área foi comprada pela empresa de construção Obriverca, que pretende fazer uma área habitacional naquela área de Lisboa, com um projecto do arquitecto Renzo Piano.
O edifício da administração, um palacete foi entretanto cedido em regime de comodato a um grupo de pessoas que voluntáriamente fizeram pequenas obras e transformaram o velho edifício num espaço cultural.
Actualmente a Fábrica Braço de Prata é um local onde se pode assistir a vários eventos, como concertos musicais e exposições ou comprar livros, visto estarem lá localizadas duas livrarias bem conhecidas de Lisboa, a Ler Devagar e a Eterno Retorno, ou simplesmente sentar-se a conversar com os amigos em frente a umas loiras geladas tal como eu fiz na sexta.
Achei o ambiente fantástico, nada elitista nem complicado, as pessoas andavam à vontade, percorriam as várias salas do edifício, viam/ouviam os concertos, conversavam umas com as outras, enfim, estava-se mesmo bem.
Gostei muito de lá ter ido, já tinha ouvido falar do local mas nunca pensei que fosse tão interessante, quero ver se lá volto brevemente para explorar melhor todo o potencial do local!
Aceito boa companhia...
Fiquem bem
Pipas

7 comentários:

Anónimo disse...

Preciso de mais detalhes sobre o local:
1º - Gajos giros, tem?
2º - Gajas giras, tem? (Este pormenor é importante para poder arrastar a cara metade).
3º - Gajos giros, tem?
e por último - Gajos giros, tem?

Resposta sem franquia para a tua prima querida,
Angie

Isabel disse...

Para ser sincera não conhecia, mas parece um lugar bem interessante.

aespumadosdias disse...

Também já tinha ouvido falar desse espaço.

Adelaide disse...

Foi com certeza uma noite muito agradável e a repetir. jitos

Maldonado disse...

Ainda não fui lá...
Frequentei muito a Ler Devagar quando ela estava no Bairro Alto. Era uma excelente livraria... Não sei como está agora...

Brown Eyes disse...

Mais uma boa escolha caro amigo. Conheço o espaço e recomendo vivamente a quem não conhece e é dado a apreciar as artes em geral.
As artes em geral e a arte em particular de "tertuliar".

BE

arco-íris negro disse...

Podes arranjar boa companhia, sim porque a excelente companhia de momento não dá... LOOOOL

Puto, quando eu lá ia, não ias tu!!!
és mta totó...