domingo, agosto 02, 2009

De volta!!!

Olá amigos(as), cá estou eu de volta ao Pipasblog, após um mês e uns dias de ausência.
A razão da minha ausência, foi como referi no post anterior uma missão que fiz até Cabo Verde e à Madeira.
No post anterior também referi que ia falar-vos sobre isso, mas infelizmente não vou poder falar com muito pormenor sobre Cabo Verde, porque devido a várias razões profissionais e pessoais, não consegui sair e conhecer os sítios com pormenor e tempo.
Mesmo assim, vou falar um pouco de onde estive e do que vi.
Saí de Lisboa no dia 29 de Junho em direcção a Cabo Verde, chegamos à Cidade da Praia (capital de Cabo Verde) na ilha de Santiago, cinco dias depois.
A Cidade da Praia, como atrás disse é a capital de Cabo Verde, mas é uma cidade (desculpas a quem achar o contrário), feia e suja. É o exemplo vivo de como uma cidade não deve de ser, não consegui descobrir nada de bonito ou interessante por lá, apesar de ter sido onde passei mais dias.
Por azar (motivos profissionais) nos dias em que foram organizadas "voltas à Ilha" não pude participar ficando assim impossibilitado de conhecer o resto da ilha de Santiago, nomeadamente o Tarrafal com o campo de concentração e a sua fabulosa praia.
Em relação ao campo do Tarrafal, quem foi visitá-lo, disse-me que está em muito mau estado e pouco aproveitado, o que de facto é uma pena porque é um símbolo e uma memória de um periodo muito mau da nossa história e deve de ser preservado como lembrança para não voltar a acontecer.
Após a primeira estadia na Cidade da Praia, fomos para a cidade do Mindelo na ilha de São Vicente.
Aí gostei bastante! Não tem nada a ver com a Cidade da Praia, muito mais bonita, arrumada e limpa, com uma arquitectura notoriamente de origem Portuguesa, dando mesmo a sensação que estava nos Açores, de tão parecida ser a cidade com algumas cidades Açoreanas onde já estive.
No Mindelo saí bastante, fui jantar fora, comi as "belas" das lagostas da praxe e fui a uma discoteca, onde vi o "calor humano" das gentes de Cabo Verde.
Infelizmente a estadia no Mindelo foi curta e voltamos para a Cidade da Praia onde cumprimos mais algumas obrigações que tinhamos, nomeadamente na cooperação e treino, com a Marinha e autoridade marítima de Cabo Verde.
Terminada a missão em Cabo Verde, voltamos para Portugal, parando primeiro no Funchal!!
No Funchal, foi a "perdição", a ilha da Madeira e a cidade do Funchal estão cada vez mais evoluidas, viradas para o turismo.
Tenho a sorte de ter lá um grande amigo a prestar serviço que serviu de guia, levando-nos a um óptimo restaurante para comer as famosas espetadas e depois correr vários sítios interessantes da ilha e bebendo umas "ponchas" pelo caminho.
Claro que a noite também foi muito animada, fui ao famoso bar "Number two" e depois ao casino e à discoteca Copacabana, onde me diverti com os meus colegas.
Resumindo, Cabo Verde ficou um pouco abaixo do que esperava, mas como disse, também não tive muita sorte onde fui e com a disponibilidade para sair e conhecer mais.
A Madeira está sempre fenomenal, não vale a pena dizer mais nada sobre ela.
Infelizmente também não consegui tirar fotos para pôr aqui, mas também vou ser sincero não ia valer a pena.
Amigos é bom estar de volta, entretanto a minha vida deu outra cambalhota, estou muito feliz, finalmente encontrei alguém que me completa e com quem me sinto muito bem!!!
Amo-te P.
Fiquem bem
Pipas

3 comentários:

Brown Eyes disse...

Interessante a tua visão; sabes que estive na Ilha do Sal e a capital dessa ilha, a ilha de Santa Maria é exactamente igual à Cidade da Praia, feia, suja e sem graça.
Vale a paisagem da ilha, as salinas e as gentes, que de facto são fenomenais.
Da Madeira sem dúvida que também gostei, mas diz-me o meu instinto que talvez o ambiente bucólico dos Açores seja mais do meu agrado...um dia destes lá irei para confirmar.

...Ah...que indelicadeza a minha, bem vindo!!

BE

Adelaide disse...

Moço, bom regresso e parabéns pelas novidades. jitos

Maldonado disse...

A vida de marujo, apesar de ser dura, também tem as suas compensações.
Folgo em saber que aproveitaste da melhor forma possível a missão. E que a nível afectivo tudo te corre bem.