quinta-feira, julho 24, 2008

A Tábua de Flandres

Olá amigos(as), anteriormente, fiz um post sobre um livro do Arturo Pérez-Reverte que é o “Clube Dumas” e no final do post, referi outro livro, que entretanto já tinha iniciado a leitura que se chama “A Tábua de Flandres”.
Este livro, vem na linha do “Clube Dumas”, uma história de mistério envolvendo um objecto histórico, neste caso um quadro, que se chama “A Partida de Xadrez” de um pintor Flamengo do séc. XVI, Peter Van Huys.
Tudo começa quando uma restauradora de nome Julia, descobre uma frase escondida no quadro, que coloca uma questão “Quem matou o cavaleiro?” e com isso dá-se inicio a uma sucessão de acontecimentos, que envolve a continuaçãodo jogo de xadrez cuja imagem é representada no quadro entre os protagonista da história e o “vilão misterioso” e a resolução de um crime ocorrido no sécXVI, apresentando um final delicioso.
De leitura fácil, este livro tal como os outro do Pérez-Reverte, é rigoroso tanto na parte histórica, como na parte técnica relativa ao mundo da arte, e mesmo em relação ao jogo e às regras do xadrez.
Comparativamente ao “Clube Dumas”, acho-o um pouco inferior, mas não lhe tiro o valor, um óptimo livro que nos faz passar um bom bocado.
Fiquem bem
Pipas


4 comentários:

Paracletus disse...

Sem dúvida que "O clube Dumas" é muito melhor...

arco-íris negro disse...

esse ainda n li...
menino, para quando o post do livro que marcou tanto? ;)

Sofia disse...

Amigo, não consigo comprar o Clube Dumas... está esgotadérrimo...
Abriste-me o apetite para o ler e olha... entretanto já vi novamente o filme :)

JOCAS

Treasureseeker disse...

Blogue interessante,o seu.Vi e gostei.

Keep in touch!