segunda-feira, agosto 11, 2008

"The Rime of the Ancyent Marinere - A Balada do Velho Marinheiro"




THE RIME OF THE ANCYENT MARINERE IN SEVEN PARTS


II
The sun came up upon the right,
Out of the sea came he;
And broad as a weft upon the left
went down into the sea.
And the good south wind still blew behind,
But no sweet bird did follow
Ne any day for food or play
Came to the Marinere's hollo!
And i had done a hellish thing
And it would work'em woe;
For all averr'd, i had kill'd the Bird
That made the breeze to blow.

A BALADA DO VELHO MARINHEIRO EM SETE PARTES

II
Pela direita agora o Sol se levantava:
Do mar a se elevar
Ainda em meio à bruma; e adiante, à nossa esquerda,
Deitava-se no mar.
E do sul o bom vento nos soprava alento...
Mas ave não se via
Que à nossa saudação, por fome ou diversão,
Acorresse algum dia!
E meu acto infernal traria para todos
A desgraça improvisa,
Pois, para toda a nave, eu fora a morte da ave
Que faz soprar a brisa.

Continua...

1 comentário:

Maldonado disse...

Uma balada muito expressiva... :)