segunda-feira, janeiro 28, 2008

Adeus, vai-te embora que não deixas saudades!!

Photobucket

Boa noite, meus amigos (as), hoje vou falar da morte do general Suharto, ex presidente da Indonésia. O que eu vou dizer, talvez choque algumas pessoas, mas é o que eu sinto.
Na minha opinião, este srº já devia de ter morrido há muito tempo! Pois é, o que eu sinto em relação a ele é isso mesmo, nada, uma pessoa que esteve directa ou indirectamente relacionada com vários genocídios, repressão, ditadura militar e que além disto tudo ainda enriqueceu com o dinheiro do estado e do povo através de desvios e corrupção, não merece nenhuma forma de afecto ou interesse da parte da minha pessoa.
O percurso do general Suharto, é o mesmo de muitos outros ditadores que surgiram em vários países da Ásia, África e da América do Sul, na década de 60, através de golpes militares, com a desculpa de afastar os regimes de inspiração esquerdista, com o apoio implícito ou explícito dos Estados Unidos da América. Suharto tomou o poder na Indonésia, desta forma, afastou o presidente Sukarno, fez uma purga aos ditos "comunistas" do país, o primeiro genocídio onde morreram cerca de meio milhão de indonésios, combate os movimentos separatistas com pulso de ferro, cria campos de trabalho (concentração), restringe a liberdade dos cidadãos, viola os Direitos dos Homens, invade a Papua, onde quase extermina o povo indígena dessa ilha e em 1975 com o "apoio" dos Estados Unidos e da Austrália invade a parte oriental da ilha de Timor, nossa (ex) colónia e aí inicía uma ocupação que dura até ao ano de 1999, ano em que a administração de Timor passa para as mãos da O.N.U. e que só em 2002 é que se torna totalmente independente. Nesses anos de ocupação, milhares de timorenses foram mortos, presos, deportados, torturados e afins. Entretanto na Indonésia, o regime ia ficando podre e comido por dentro, com tanta corrupção e despotismo, a crise financeira, o desemprego e a inflação fez com que o povo indonésio viesse para a rua protestar e obrigar a saída do general Suharto da governação, coisa que foi conseguida.
Após isto tudo, espero que percebam a minha falta de sentimentos em relação a esse srº
Adeus, vai-te embora que não deixas saudades!!!
Boa noite
Abraço
Pipas

P.S. O meu irmão está recuperar muito bem, hoje já iniciou a fisioterapia, não tarda está em casa.

3 comentários:

Paracletus disse...

Considero-o o Pinochet da Ásia.
E creio que a divida externa da Indonésia confunde-se com a fortuna pessoal da família Suharto...
Espero que neste século não hajam mais ditadores desse tipo.

arco-íris negro disse...

já tou a imaginar um menino qualquer mimado do pnr com a mão a tapar a boca e a dizer:
- "Ai que horror, como é que se dizem barbaridades destas!"

E eu cá digo que vamos no bom caminho, agora falta o Mahmoud Ahmadinejad, o Kim Jong-il, o Robbie Mugabe, e o que eu realmente queria ver com um missil pelos cornos abaixo, o nosso sempre texano, Sr arbusto.

Sempre disponivel pra adicionar um ou outro que não me tenha ocorrido.

Angiestrumpf disse...

Só não entendo porque é que o Xanana foi ao enterro do homem... será que foi ver se ele estava mesmo morto e enterrado???