terça-feira, janeiro 22, 2008

O BES e os passarinhos

Boas meus amigos, espero que esteja tudo bem com vocês?
Eu estou melhor, obrigado pela força e palavras amigas.
Hoje venho falar-vos sobre uma notícia que li hoje e me deixou bastante contente.
Contente e porquê? Ora bem, fiquei a saber que uma instituição bancária portuguesa, atribuiu um prémio, criado pela mesma, para estudos e acções que tenham a ver com a biodiversidade.
A intituição, o Banco Espírito Santo (BES) resolveu atribuir esse mesmo prémio este ano à Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA). Agora o que que é que a SPEA fez para merecer tal prémio?
A SPEA, está a desenvolver um estudo e trabalho que no mínimo se pode dizer hercúleo, está a percorrer toda a nossa Zona Económica Exclusiva (ZEE) a seguir aves marinhas para descobrir onde elas habitam, alimentam e nidificam, com o objectivo de criar a primeira Rede Natura em área marítima. A nossa ZEE é a décima primeira maior do mundo, e como podem calcular encontrar, seguir e vigiar essas aves, algumas das quais de dimensões quase minúsculas, não é tarefa fácil. O projecto, naturalmente tem o apoio de várias instituições que têm a ver com o mar, tais como o Instituto Hidrográfico, o Instituto de Investigação das Pescas e do Mar, o Departamento de Oceanografia da Universidade dos Açores e outros mais, que contribuem de uma forma espantosa para o andamento deste projecto, autorizando os cientistas da SPEA a "andarem à boleia" nos navios dessas instituições e a facultarem plataformas de trabalho, para além do trabalho no mar, também o trabalho em terra é muito necessário e trabalhoso, mas para isso conta com vários voluntários que cobriram 110mil kms. Com estas acções, já conseguiram identificar e seguir várias espécies em perigo de extinção que a partir de agora irão estar vigiadas e estudadas a tempo inteiro. Esta acção com já referi, tem como objectivo o alargamento da Rede Natura, a preservação de espécies em perigo de extinção e a coexistencia pacífica entre Homens e Animais e a sustentabilidade da vida neste planeta de todos nós.
Os meus parabéns ao BES, pela atribuição do prémio e à SPEA pelo esplêndido trabalho desenvolvido.
Bom resto de noite
Pipas

P.S. O meu irmão foi operado hoje, amanhã dou novidades

2 comentários:

Paracletus disse...

De facto é louvável que uma instituição capitalista como o BES se preocupe com a Natureza.
Se formos a ver, é o capitalismo que está a provocar danos ambientais a nível planetário, através das suas industrias multinacionais, pois se estas se preocupassem realmente com o ambiente, os lucros iriam diminuir consideravelmente, pois a ecologia sai cara...
Espero que o Belmiro de Azevedo siga o exemplo do BES e comece também a apoiar projectos científicos.

arco-íris negro disse...

e para quando ser obrigatório todas as empresas com X de capital social terem essa faceta?

isso sim, eu louvava...