quarta-feira, janeiro 09, 2008

Vá o diabo e escolha... Qual deles o melhor???

Olá, hoje venho falar-lhes de dois acontecimentos que a meu ver são os mais importantes deste dia e para já da semana toda.
Um é nacional, directa mas internacional indirectamente e o outro é apenas internacional mas de grande importância para todos nós.
Começando naturalmente pelo acontecimento nacional. Mais uma vez, o nosso "querido e adorado" primeiro ministro, o srº Engenheiro?? (será) Sócrates dá o dito por não dito, troca o nome às coisas e lá se foi o referendo... Ou seja uma das suas promessas eleitorais e cavalo de batalha durante a campanha eleitoral, enfim porque será que estas coisas já não me surpreendem?
O sr. primeiro ministro e restantes membros deste governo que nos governa(?) para ficarem bem vistos perante os grandes senhores da Europa e com medo de represálias dos mesmos, abandonou a ideia de um referendo em que todos nós cidadãos deste país poderíamos decidir se aceitávamos ou não o Tratado de Lisboa (ex Constituição Europeia) tal como fizeram a França e a Holanda e onde essa constituição chumbou.
Com medo que isso acontecesse em Portugal (até parecia mal no país que dá o nome ao tratado ser também um dos que o não aceitasse), o srº sakorzy, o srº Brown e a srª Merkel, que por acaso até são os chefes de estado dos países mais poderosos da Europa e que só têm a ganhar com a aprovação do tratado, influenciaram o nosso srº primeiro ministro (que até nem é nada engraxador) a desistir da ideia do referendo e ratificar o tratado no parlamento onde o partido dele tem a maioria absoluta e o apoio do maior partido da oposição neste assunto e conta inclusivé com o apoio do também nosso Presidente da República o srº profº dr. Cavaco Silva.
Agora pergunto eu?
Que raio de país é este que se dobra às vontades e quereres de países terceiros?
Se isto é o significado de uma Europa unida, assim dispenso.
Sim quero uma Europa unida! Mas uma Europa unida na livre circulação de pessoas, bens, na educação, na cultura, na assistencia social, etc, e em que todos os países e povos tenham liberdade de expressão e o mesmo peso na representatividade e governação da mesma. Não quero uma Europa em que apenas três países governam e os restantes têm de andar ao sabor das suas vontades e caprichos. Mas como o nosso srº primeiro ministro tem uma lábia muito grande, desculpa-se que o referendo que supostamente iria ser realizado, era sobre a Constituição Europeia, Constituição essa que foi cancelada, dando origem ao tão famoso Tratado de Lisboa, (mais uma engraxadela do nosso governo), como é um tratado e não uma constituição já não necessário referendiar. O problema é que esse tratado é um "copy/paste" da mesma. Mudou-se o nome e um ou outro ponto menor, mas o grosso e o essencial continua.
Quem é que estes srºs pensam que querem enganar? Nós somos pessoas, cidadãos deste país, merecemos respeito, não que nos tratem como analfabetos e estúpidos, cada vez tenho mais vergonha da nossa classe dirigente, que coloca à frente os interesses e a imagem deles do que os verdadeiros interesses do país e dos cidadãos.
O outro acontecimento, é a visita do srº Presidente dos E.U.A. ao médio oriente.
Como é possível este srº ser tão hipócrita?? Depois de ter causado tudo o que causou, nomeadamente a guerra do Iraque, guerra do Afeganistão, a vergonha das operações de socorro aquando do furacão Katrina no seu próprio país, os milhares de pessoas que já morreram devido às suas políticas de "cowboy" e "polícia do mundo", os escândalos com os seus "Homens fortes", tais como: Chenney, Wolfowitz, e tantos outros, as mentiras dos serviços secretos, as escutas, enfim tantas barbaridades que foram cometidas em seu nome e com a sua aprovação, vem agora ao médio oriente como se fosse um anjo salvador que em menos de nada vai resolver os problemas entre os Israelitas e Palestinianos, com o Irão, com o restante mundo àrabe...
Enfim, srº Bush não é agora num ano que lhe falta (felizmente) para terminar o mandato que vai limpar o seu nome, ponha-se em si e corrija todo o mal que fez, termine a guerra, retire os soldados, cuide do seu país que bem precisa e deixe o dos outros em paz, cada um sabe de si, não precisamos de polícias, nem de "cowboys"
Hoje já chega, já foi bem longo este "desabafo"
Abraços
Pipas


2 comentários:

TIA disse...

pois é asneirei...tentei deixar comentário e mandei-o por email...ops! coisas à TIA!!!!

arco-íris negro disse...

Tu não percebes nada disto...
Primeiro, o socras disse que faria referendo à Constituição, mas como isto é um Tratado, já não há necessidade! É só um papel que os amigos vão assinar...Não decide nada! Além do mais, trazer o pessoal todo aqui pro nosso quintal, até ficava mal que fossemos contra...
Mas achas que alguém quer saber da opinião pública? Sem ser a minoria que não se deixa manipular pelos telejornais ?

E quanto ao Sr Arbusto, eu cá tenho na minha ideia que aquilo foi imagem sobreposta à maneira da melhor técnica de Hollywood...

Matam tanta gente e ninguém lhe espeta um missil nos cornos?

Quanto ao policiarem o mundo...ele é do estado dos Rangers...Tipo o Chuck Norris da coisa toda...tás a compreender melhor agora?

Possa pah, assim sempre a explicar-te tudo, não vamos a lado nenhum!