sábado, janeiro 26, 2008

Um dia em cheio!!

Boa noite, meus amigos!
Isto hoje (dia 25), foi sem dúvida um dia bastante agitado aqui neste rectângulo à beira mar plantado. Tivemos uma série de acontecimentos que eu diria talvez incongruentes ou mesmo "sui generis".
Primeiro, temos, a meu a vergonha que é a prestação de socorro tanto da parte do INEM como dos bombeiros, que ficou bem explícita nas gravações das conversas telefónicas que foram divulgadas pela comunicação social, em que temos uma operadora do INEM que mais parecia uma telefonista de outra coisa qualquer, menos do INEM e os bombeiros, que não sabem o que fazer perante a situação de socorro e assistencia que o INEM lhes apresenta, corporações essas onde apenas se encontra um homem de serviço, o que é inimaginável num país dito desenvolvido como o nosso (o que leva em acordo à minha opinião que se devia de acabar com os bombeiros voluntários e criar bombeiros profissionais, tal como existem nos Estados Unidos. Tema que hei-de apresentar aqui num post apenas sobre esse assunto). E temos de seguida o srº ministro da saúde, com a sua irredutível opinião que tudo vai bem no S.N.S. e na emergência médica.
Em segundo a polémica em torno da demissão (ou não) do secretário de estado dos assuntos fiscais, que levou ao abandono da audição da comissão de orçamento e finanças por parte dos deputados dos outros partidos e naturalmente temos a reacção do srº 1º ministro a esse assunto, ou seja nada disse. Escondeu-se atrás dos seguranças e "fugiu" às satisfações que lhe eram pedidas, (mais um gesto da arrogancia e prepotência desse mesmo senhor).
Em terceiro, a recepção da parte do srº Presidente da República, dos representantes dos pequenos partidos sem representação parlamentar, que vêm desta forma alertar para mais um acto de autoritarísmo e anti-democracia, da parte dos partidos de maior representação parlamentar, que é a extinção dos mesmos, caso não provem ter os 5000 militantes exigidos, coisa que diga-se à partida não é fácil para esses mesmos partidos, que são o exemplo perfeito da democracia multipartidária que herdámos com o 25 de Abril de 74.
Por fim, temos talvez o caso mais "barulhento" e que abalou com muita gente, que é sem dúvida as declarações do bastonário da ordem dos advogados o srº Marinho Pinto, que diz alto e a bom som para toda a gente ouvir que existe muita corrupção, tráfego de influências e outras coisas que mais na classe política portuguesa (e novidades). Naturalmente, os visados ficaram indignados e fizeram-se de santos, virtuosos e incorruptíveis perante todos nós!!!
A reacção foi tanta, que o srº Procurador Geral, em visita ao estrangeiro, já ordenou uma investigação sobre as declarações do srº bastonário e o CDS-PP pediu a presença do mesmo na Assembleia da República para dar satisfações sobres essas mesmas declarações. É claro que a meu ver esta situação vai ser tal como todas as outras neste país ou seja a "montanha vai parir um rato", valha-nos a distração e o humor que tiramos com estas situações todas.
Bom resto de noite
Pipas

P. S. A situação do meu irmão encontra-se na mesma, a recuperar bem mas lentamente, está farto de estar na cama.

1 comentário:

arco-íris negro disse...

Lá estás tu com o teu mau feitio...
O que é importante discutirmos é a lei do tabaco...vá, coopera com o resto dos palhaços...

chama-se pão e circo...falamos do tabaco e ngm nota as coisinhas q falaste, entendes?