quarta-feira, junho 11, 2008

Protesto dos camionistas

Boa noite amigos(as), estamos a passar por uma situação neste país, que está a afectar directa e indirectamente todos nós. Refiro-me à actual greve/protesto das empresas de transporte.
Eu devido à minha vida pessoal, conheço bem o universo das empresas de transportes, os seus problemas e a razão pela qual lutam.
A razão principal é a subida dos preços dos combustíveis e a incapacidade das pequenas empresas, com apenas um ou dois carros, onde o patrão é ao mesmo tempo empregado, que não conseguem competir com as grandes empresas. Actualmente a carga dos combustíveis na despesa dessas empresas, é de quase 50% e isso, aliado às restantes despesas inerentes aos veículos, tais como seguros, reparações e manutenções, criam uma situação de tal modo gravosa que há transportadores que não têm lucros nenhuns.
Até aqui tudo bem, ou melhor tudo mal.
Concordo plenamente que os transportadores lutem por melhores condições de negócio, mas não concordo com os métodos utilizados.
Primeiro, esta greve/protesto, não está afecta a nenhuma associação/sindicato organizado e com poderes legais para convocar esse mesmo protesto, ou seja é ilegal, a ANTRAM, associação que regula esta actividade, desmarcou-se destas acções e está a negociar com o governo medidas para resolver este impasse.
Segundo, os camionistas estão a violar um dos maiores direitos que temos, a liberdade de circulação!
Estes bloqueios são inadmissíveis!
Como atrás referi, os transportadores têm o direito de parar se essa for a forma de luta escolhida, mas não têm o direito de impedir de trabalhar/circular a quem não quiser aderir à luta e muito menos pôr o país de "sequestro", situação essa que começa já a fazer-se notar com a falta de bens essenciais e combustíveis nas bombas.
Mais estranho ainda é a impassividade do governo e do srº Primeiro Ministro tão intrasigente numas coisas e nesta tão grave, ainda ninguém o ouviu falar, (será que vêm aí eleições?).
Por mais quanto tempo vamos assistir a um grupo de senhores, que com ou sem razão, estão a paralisar o país, debaixo do olhar impávido e sereno das autoridades?
Na minha opinião, algo de muito estranho se passa nesta situação.
Só espero que isto se resolva da melhor maneira e que os transportadores reparem que ninguém está contra eles, mas sim contra os seus métodos.
Abraço
Pipas

4 comentários:

Paracletus disse...

Às vezes é necessária a força para se pressionar o poder político e o Grande Capital...
As reinvindicações da classe trabalhadora são sempre legítimas, pois é explorada pelos grandes grupos económicos.
Deviamos estar sempre solidários com as classes profissionais que reinvindicam os seus direitos, em vez de olharmos constantemente para o nosso umbigo. A partir de agora os portugueses começaram a ter consciência da importância dos camionistas...
Que saudades do tempo do P.R.E.C. ! ;)

Angiestrumpf disse...

"São cravos, senhor..." (ou será que eram rosas?)

aespumadosdias disse...

Acabou. Parece que ficaram satisfeitos com os resultados alcançados.

arco-íris negro disse...

sempre concordei c eles
e na minha opinião n deviam ter acabado tão cedo e contra as minhas necessidades falo...