domingo, fevereiro 10, 2008

Cidade de Deus

Photobucket

Meus amigos(as), hoje dia 9, deu na RTP2 um filme que se chama "Cidade de Deus".
Eu já tinha ouvido falar dele mas nunca o tinha visto, sendo assim, aproveitando o facto que hoje por imperativos profissionais, não ia sair e tinha a possibilidade de ver o respectivo e juntando à curiosidade que tinha sobre o mesmo, sentei-me em frente à televisão a disfrutar do mesmo.
Bem... Adorei o filme!!!
Agora passo à descrição do mesmo para quem ainda não o viu (não tenham medo não vou contar a história toda, deixo isso para vocês).
O filme, retrata a história de um bairro na periferia do Rio de Janeiro, chamado de "Cidade de Deus", daí o nome do filme, que começou a ser construido na década de 60 e cuja história é vista por um grupo de personagens que vai crescendo nesse bairro. Ou seja pode-se dizer que a personagem principal é o bairro e que as restantes personagens e enredo, crescem juntamente com o desenvolvimento e decadencia do bairro.
Esses acontecimentos, são vistos através dos "olhos" do personagem "Buscapé", e da sua luta de "sobrevivência" no bairro, que ao mesmo tempo serve de narrador participante.
A história gira como atrás disse sobre um grupo de personagens, o seu crescimento e respectivo envolvimento na criminalidade dessas personagens, as histórias intercruzadas desses personagens, que funcionam como pequenos filmes, dentro do filme, dá uma sensação muito boa do desenvolvimento do enredo e da acção.
O filme retrata também de forma fiel e crua, a violência, o tráfego de droga e tudo o mais que se passa nas favelas Brasileiras, mas ao mesmo tempo mostra também os elos de amizade, de inamizade e relações humanas que se criam nestes meios. É um filme violento, tanto físico, como psicologicamente, de uma realidade absoluta.
Cinematograficamente, é um filme com planos muito rápidos, cenas realistas e bem fotografadas,
com uma iluminação esplêndida, gostei particularmente (em termos de iluminação) das cenas passadas na discoteca.
O passado de publicidade do realizador Fernando Meirelles, a meu ver serviu de grande ajuda para dar esta dinâmica ao filme. É de salientar, que tirando os actores principais, os restantes foram escolhidos entre os habitantes das favelas do Rio de Janeiro.
Adorei o filme e já estou com pena de não o ter visto antes, principalmente no cinema, aconselho a todos verem o filme, mas cuidado com as cenas de violência são muito pesadas, principalmente psicologicamente.
Boa noite.
Pipas

5 comentários:

Ex-Pirro disse...

Na verdade, também alguns dos atores principais também foram escolhidos dentre habitantes de favelas do Rio de Janeiro.

arco-íris negro disse...

Show di fiumi...pô océ ficou vidrado, sai dessa, cara...

Pipas disse...

Muito obrigado Ex-pirro, pela adenda, e respectiva correcção e bem necessária.
Pipas

Brown Eyes disse...

Caro amigo

Em primeiro lugar quero desde já agradecer-te a dica que me deixaste acerca da colecção que vai sair no Público, dedicada ao cinema.

Relativamente ao teu último post, fico contente por teres travado conhecimento com a "Cidade de Deus", é de facto um filme fantástico e extraordinário que retrata de uma forma muito real a vida naquele bairro. Também gostei muito.
Dentro do mesmo género tens outro filme, brasileiro também que te recomendo "Carandiru"; passa-se numa prisão, dá-se um motim e consequente tomada de assalto...muito violento, mas brilhante.
Como sei que gostas de ler sugiro-te também os Capitães da Areia de Jorge Amado.

Um abraço
BE

Paracletus disse...

Considero um dos melhores filmes brasileiros da actualidade, pois retrata duma forma realista aquela sociedade que não é abordada nas telenovelas.
Por acaso tenho esse filme na minha colecção de DVD's...