segunda-feira, fevereiro 18, 2008

Quem tem culpa da chuva???

Photobucket

Boa noite meus amigos(as), isto hoje foi uma madrugada e manhã um tanto atribulada!
Eram cerca de 5 horas da manhã, quando acordei de repente, com o som de uma grande chuvada e trovoada na rua. Tento ligar o rádio de mesa de cabeceira, que está sintonizado na TSF, para ouvir as notícias, para me situar no tempo e no espaço, visto que me apercebi logo que o que se estava a passar não era normal. Mas o rádio nada dava, tento acender a luz e nada, não havia energia, mau!!! Pensei cá para comigo, mas como ainda era cedo para me levantar deixei-me ficar na cama, chegou a hora de me levantar para trabalhar e tudo na mesma, bom tendo alguma experiência nestes casos, algo me disse que o melhor era ficar em casa, mandei uma sms a um colega a explicar a situação e deixei-me ficar.
Meus amigos(as), nunca tive uma decisão tão ajuizada na minha vida. Algumas horas mais tarde, quando finalmente foi reposta a energia e consegui saber o que se passava, fiquei abismado!
As chuvadas, causaram mais uma vez caos, estragos, confusão, inundações e até acidentes que infelizmente causaram uma morte e um desaparecimento.
O que a mim me faz confusão, é que infelizmente estes casos não são raros em Portugal e sempre que isso acontece, nota-se que não estamos preparados para responder a isso.
As inundações sucedem-se sempre nos mesmos sítios, mas nunca se antecipam ou preparam-se as medidas preventivas ou de protecção a essas mesmas inundações. As sargetas sempre entupidas, as margens dos cursos de água, interrompidas ou apertadas, construção em sítios de risco, etc., etc..
Isto é triste, sem dúvida que é, mas mais triste é ter um ministro do ambiente, que vem dizer impávido e sereno à televisão, que não tem culpa de nada e remete as culpas para as autarquias, e as autarquias a remeter essas mesmas culpas para o ministério do ambiente. Infelizmente, este é o nosso Portugal, mesquinho e ridículo, se os senhores autarcas e o senhor minhistro se tivessem preocupado em prever e combater estas situações, ou então, nos casos como os que aconteceram hoje infelizmente, com as inundações, se unissem para resolver estas crises e apoiar as populações que sofreram com isto.
O que o país precisa não é de saber quem é o culpado, mas sim de soluções concertadas entre o governo e as autarquias para que situações destas não voltem a acontecer.

Vi a entrevista que o nosso srº 1º ministro deu na SIC, sem comentários, apenas gostava de saber se ele vive no mesmo Portugal que eu, enfim...
Boa noite
Pipas

P.S. Há algum tempo que não vos digo nada sobre o meu irmão. Ele está óptimo, a recuperar muito bem, já sai de casa e lá vai andando devagar, com as bengalas, mas sempre a melhorar.

1 comentário:

arco-íris negro disse...

Tás te a queixar porque não foste trabalhar, eu tinha o dia livre pra mim, o MEU ANIVERSÁRIO que é sempre um dia traumatizante e fiquei barricada em casa...
Quanto às culpas, pra mim é do São Pedro e por isso deviamos processar a Igreja Católica :oD

Tás a ver, eu disse que o gato fedorento era melhor q o socras...