segunda-feira, março 24, 2008

DUNE


Boa noite amigos(as).
Como devem de ter reparado devido ao post sobre o Arthur C. Clarke, sou um grande aficionado por ficção científica, tanto em livro, como em filme.
A ficção científica, é um género que me fascina, no qual a nossa imaginação é posta à prova e onde se pode criar todo o tipo de situações e hipóteses, sobre tudo o que aconteceu, acontece ou poderá acontecer.
A razão deste post e desta conversa toda, é que ontem, estive a ver um filme de ficção científica que eu gosto muito e está considerado um dos melhores do género e quis partilhá-lo com vocês.
Esse filme, como já se devem ter apercebido é o "DUNE".
O "DUNE", filme de 1984, realizado por David Lynch, com Kyle MacLachlan como Paul Atreides Muad'Dib, Sean Young como Chani, Francesca Annis, como Lady Jessica Atreides e outros tantos actores consagrados, inclusivé o Sting que neste filme interpreta o vilão Feyd-Rautha Harkonnen.
Este filme, é baseado no livro com o mesmo nome, escrito por Frank Hebert, um grande escritor deste género, que com este livro ganhou vários prémios, incluindo os "Hugo" e "Nébula", os maiores galardões que premeiam a literatura deste género.
É claro que não vos vou contar a história, mas numa forma muito reduzida, posso dizer que a mesma é sobre Paul Atreides, jovem duque enviado com sua família ao planeta Arrakis, onde acaba por se tornar o Messias para o povo do deserto, os Fremen, mas passando por guerras, traições, provações, etc.
Este filme, apesar de ser de ficção científica, tem uma componente muito Humana, em que a parte tecnológica e futurista, practicamente só existe para criar ambiência e cenário.
Recomendo este filme, apesar de antigo, tem um argumento muito forte, bem adaptado, e cinematográficamente está bem feito, com bons efeitos especiais (falamos de 1984) e cenários.
Deixo o trailler, para vos aguçar a curiosidade.
Pipas
P.S. Eu já li o livro, mas a versão original em inglês, não consegui arranjar traduzida em Português, nem sei se há!


2 comentários:

arco-íris negro disse...

Só deixaste de fora, IMPERDOAVELMENTE...mas como sei que estás atordoado...eu perdoo...

LOL (imperdoavelmente + perdoo...enfim, o sono amaciou-me)

A obra de Giger nesse filme...sem a qual nada seria o mesmo...

Clap clap clap...

Paracletus disse...

Um grande filme!
Já o vi há muitos anos e gostei. Tal como tu, sou fascinado pela F.C., seja em livros ou filmes...