quinta-feira, março 20, 2008

Free Tibete!!


Boa noite amigos(as).
Há pouco falei-vos da guerra do Iraque, agora vou falar de outro assunto que está na "ordem do dia" e que muito me atormenta.
Naturalmente trata-se da situação no Tibete.
O Tibete, era um país independente até 1950, ano em que é invadido pela China comunista, que anexa o país, considerando-o como sua província. Em 1959, os Tibetanos revoltam-se mas são esmagados pelos Chineses, o Dalai Lama, (chefe de governo e líder religioso), é obrigado a fugir para a India e criar um governo no exílio.
Deste aí, tem havido um movimento, pela parte do Dalai Lama e do governo no exílio, no espírito da não-violência, para dar a conhecer ao mundo a situação grave que se tem passado no Tibete, desde a ocupação ilegal do território, à opressão, às violações dos direitos humanos, e à "morte cultural e religiosa" dos Tibetanos, actos estes que sistemáticamente têm sido practicados pelos Chineses.
No passado dia 10, os monges Tibetanos voltaram à rua, numa manifestação pacífica para comemorar o aniversário da repressão de 1959, mas essa manifestação foi severamente reprimida pelas autoridades Chinesas, o que causou a revolta dos restantes Tibetanos, que vieram para a rua e desta vez de forma violenta. Naturalmente violência gera violência e as autoridades Chinesas, reforçaram a polícia e mandaram o exército para reprimir e perseguir os Tibetanos. Fala-se de inúmeras vítimas civis, prisões ilegais e repressão, tudo isto, naturalmente é negado pelo governo Chinês.
Hipocrisia das hipocrisias, o governos Chinês vem dizer que estas manifestações são organizadas e orquestradas pelo Dalai Lama, juntamente com o governo do exílio, para boicotar os Jogos Olímpicos que este anos são realizados em Pequim e dar mau nome à China.
Todos nós sabemos que a política do Dalai Lama e do governo do exílio, sempre foi pacífica, duvido que fosse agora alterar esse rumo.
A China, sempre teve um historial de desrespeito pelos direitos humanos, tanto no Tibete longe de todos, como no centro de Pequim, à vista de todos, o que dificulta a sua versão dos acontecimentos.
O Dalai Lama, já se mostrou disponível para conversar com o governo Chinês (que já recusou o diálogo) e demitir-se do cargo de chefe do governo do Tibete se for necessário.
Como vocês todos sabem, eu apoiei a independencia do Kosovo e sou um fervoroso apoiante da causa Tibetana, por isso faz-me confusão (ou não) a dupla política dos países poderosos! Se num caso (Kosovo), são os primeiros a apoiar e mesmo a fundamentar a independencia, como é possível, no outro caso (Tibete), fazem de conta que não existe nada e ignoram pura e simplesmente a situação?
É simples, porque o poder económico da China cada vez é maior e com a crise nos EUA e na UE, as trocas económicas com a China são uma das tábua de salvação, desde a abertura económica desse país.
Outra questão são os Jogos Olímpicos, que se realizam em Pequim este ano.
Como é possível que a Comissão Olímpica escolha a China como país anfítrião para os jogos?
Um país, que nada tem a ver com o espírito Olímpico...
As organizações Pró-Tibetanas, pedem o boicote aos jogos, eu pessoalmente não concordo, os atletas têm o direito de competir e merecem isso, concordo muito mais com a ausência dos chefes de estado e representações governamentais nas cerimónias oficiosas.
Sei que é um problema muito complexo e que não tem solução à vista, mas tenho a esperança que o Tibete um dia voltará a ser livre!
Pipas

3 comentários:

Paracletus disse...

Sou a favor da libertação do Tibete, pois há mais de 50 anos que foi selvaticamente subjugado pela China.
Mas hoje em dia a conjuntura internacional é outra, pois há muitos interesses políticos e económicos em torno dos Jogos Olímpicos, daí a passividade dos países poderosos, os quais estão comprometidos economicamente com a China, onde têm grandes investimentos...
A política internacional é suja!

arco-íris negro disse...

Só falta dizer que a única pessoa com uma cara, com um bom par no sítio...é o Dalai Lama.

Anónimo disse...

eu estou a favor que o tibete torne-se livre, pois ja ha muito tem lutado por ela de forma pacifica,mas em contrapartido não tem conseguido porque a china esmaga-os, visto que os tibetanos estão em minoria. E se ha um povo pacifico neste mundo, é o TIBETE. Espero bem que um dia consiga alcançar o seu fim: libertação da China