terça-feira, março 11, 2008

Último adeus Rogério Ribeiro




Boa noite amigos(as).
Ontem dia 10, morreu o pintor Rogério Ribeiro, devido a problemas cardíacos aos 77 anos.
Nascido em Estremoz, Rogério Ribeiro estudou pintura na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, é sócio fundador da "Gravura", Sociedade Cooperativa de Gravadores Portugueses, onde vai desenvolver um grande trabalho na área da gravura, trabalha também com cerâmica e tapeçaria.
Foi professor na escola artística António Arroio e mais tarde na Faculdade de Belas Artes onde tinha estudado. Durante este tempo, colabora igualmente com arquitectos na área do design e em vários estudos da cor e integração artística com os materiais.
Juntamente com Joaquim Vermelho e Armando Alves funda a Galeria de Desenho do Museu Municipal de Estremoz.
Dirige igualmente a Galeria Municipal de Arte de Almada e a Casa da Cerca — Centro de Arte Contemporânea, Almada.
Expõe os seus trabalhos desde a década de 50, tendo vários trabalhos seus em diversas colecções, tanto privadas como públicas.
Realizou igualmente diversos trabalhos em azulejos, sendo os mais conhecidos os da estação de metro de Santa Lucia, em Santiago do Chile, o Fórum Romeu Correia, em Almada, os da estação de caminhos-de-ferro de Sete Rios, Lisboa e para o Arquivo Histórico Municipal de Usuqui, no Japão.
A Sociedade Portuguesa de Autores, qualificou Rogério Ribeiro como "um dos maiores pintores portugueses da segunda metade do século XX" e destacou o seu "compromisso com a liberdade".
"A sua obra, caracterizada pela permanente busca de novos caminhos expressivos, nunca se afastou do essencial de um compromisso que marcou toda a sua vida e que foi com a liberdade e com os valores que mais genuinamente a simbolizam", diz o comunicado da SPA.
Pipas

2 comentários:

arco-íris negro disse...

Sabias tu que a António Arroio faz parte do Agrupamento Escola Quinta de Marrocos, e que tem interesse eu estar a mencionar isto, porque é um Agrupamento de Escolas com Unidade de Apoio a Alunos Surdos...E porque isto, culminando, que este senhor provavelmente ensinou Surdos e só por isso, tiro-lhe o chapéuzinho, se o soube (n o conheci, n posso opinar) fazer...

De resto, não preciso de mentir, passa-me ao lado...

Paracletus disse...

Muito interessante este post, pois não conhecia esse artista.
Vou investigar mais sobre ele, assim que tiver oportunidade...